Publicações

Campanha de Vacinação contra o sarampo termina nesta sexta-feira

Mesmo com o novo coronavírus (Covid-19) em evidência no Brasil e no mundo, além do caso de dengue e outros casos suspeito da doença, a Secretaria de Saúde de Barracão também está atenta e alerta a população quanto à importância da vacinação contra o sarampo. A doença é grave e de alta transmissibilidade. 

O sarampo é causado por um vírus altamente contagioso – 90% das pessoas sem imunidade que compartilham espaços com pessoas contaminadas contraem a doença. O sarampo é transmitido através do contato com gotículas do nariz, da boca ou da garganta da pessoa infectada, quando ela tosse, espirra e respira.

Para se ter uma ideia, uma pessoa infectada pode transmitir para até outras 18 pessoas que não estejam imunes. 

A enfermeira da sala de Vigilância em Saúde, Cledir Busato, alerta a todos sobre a importância da vacinação.

“Era uma doença erradicada e que agora voltou. Os sintomas do sarampo apresentam febre alta e manchas no corpo.  Nos últimos anos tivemos uma média de 800 casos somente no Paraná. Destes, aproximadamente 500 eram em homens e mulheres de 20 a 29 anos, por isso o reforço de todos com esta faixa etária”.

Cledir lembra ainda que pessoas de 30 a 59 anos que não tenham feito à vacina ou não recordam, precisam tomar uma dose extra.

“É importante que todos façam à vacina, ela só vem para prevenir. Nossa campanha está terminando nesta sexta-feira, dia 13”.

Barracão tinha uma média de imunização de 1.400 pessoas com idade de 20 a 29 anos, contudo, até então, 800 pessoas receberam à vacina, o que torna baixa à cobertura.

“Fizemos várias estratégias para atender este público. Abrimos os postos nos sábado para o Dia D, oferecemos exames, testes rápidos, fomos de porta em porta nos comércios e até sexta-feira (13) vamos estar indo nas empresas. Fomos também na faculdade. Portanto, enquanto equipe de saúde, estamos fazendo nossa parte. Mas parte da população, não”, alerta Cledir.

A profissional lembra ainda da alta transmissibilidade que o sarampo pode causar.

“Se tivermos um caso numa escola, teremos que fazer busca ativa de sintomáticos em todos os educandos e profissionais e fazer vacinação”.

Quem ainda tiver dúvidas sobre suas vacinações, com a caderneta em mãos, deve procurar sua unidade de saúde.

“Temos quatro equipes completas de saúde da família, no Centro, Copasa, Industrial e Rural, além do atendimento da Sala de Vigilância em Saúde no antigo posto. O que orientamos a população que vacina é prevenção. E para outros atendimentos, como consulta médica, é necessária apresentação da caderna. Quem não tem o cartão que faça o quanto antes”, esclarece.

Outra preocupação que todos devem ter é com a febre amarela, que é muito letal, ou seja, leva à morte.

“Isso até hoje, enquanto profissional de saúde, não consigo entender: porque não fazer à vacina e depois contaminar familiares ou amigos”? Isso que não consigo entender, porque não ter a vacina”? Questiona Cledir.

Por outro lado, Cledir parabeniza quem entendeu a importância da vacina e procurou o atendimento.

“Quero parabenizar quem procurou atendimento, estes fazem seu papel social. Temos outros tantos que já estão procurando informações sobre a campanha da gripe, preocupados com a sua saúde e da família”, finalizou Cledir.Assessoria 


Segunda à Sexta-feira
07h - 13h

Telefones:
(49) 3644.1215
(49) 3644.1217

Prefeitura Municipal de Barracão - Paraná - Rua São Paulo, 235 - Centro - CNPJ.:75.666.131/0001-01 2020® Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: PORTAL TRI